HINO RIOGRANDENSE
Letra de: Francisco Pinto da Fontoura
Música de: Joaquim José Mendanha

 

Como a aurora precursora
Do farol da divindade,
Foi o vinte de setembro
O precursor da liberdade.

Estribilho:
Mostremos valor, constância
Nesta ímpia e injusta guerra,
Sirvam nossas façanhas
De modelo a toda terra.

 

Mas não basta pra ser livre
Ser forte, aguerrido e bravo;
Povo que não tem virtude,
Acaba por ser escravo.

 

Mostremos valor, constância
Nesta ímpia e injusta guerra,
Sirvam nossas façanhas
De modelo a toda terra.

Hoje é comemorado o Dia do Gaúcho no Rio Grande do Sul, minha querida terra natal, com inúmeros valores e costumes.

Dia este, 20 de Setembro, que simboliza o início da Revolução Farroupilha ou Guerra dos Farrapos (embora sabe-se que começou antes).

Revolução esta, que foi iniciada devido a indignação do povo que aqui morava em relação aos altos impostos cobrados em inúmeros produtos fabricados, principalmente o charque.

Foram 10 anos de luta, 10 anos da República Rio Grandense.

É considerada a maior rebelião armada do continente americano.

Nesta Revolução não houveram vencedores e nem vencidos, houve um acordo de paz que beneficiou as 2 partes.

Deixando um pouco de lado a história (veja mais, aqui), vemos que o Rio Grande do Sul é um estado onde seu povo tem orgulho e valoriza muito a sua história.

 

Repensando a história, será que não tá faltando ao povo um pouco de audácia?

Claro, sou contra a uma Revolução armada, mas a voz de um povo tem poder como diz o ditado: “A voz do Povo é a voz de Deus”. Voz esta, que mobilizou o país para serem realizadas as Diretas Já.

Será que o povo não está muito acomodado?

Como venho expressando em outros posts, esta indignação e comodismo só pioram as coisas. Se ficarmos somente criticando e de braços cruzados nada muda do lugar.

Deixo em aberto para reflexão…

Viva o Povo Gaúcho;

Viva o Rio Grande do Sul!

 

About these ads