You are currently browsing the tag archive for the ‘Saúde’ tag.

Para facilitar a troca de informações entre as operadoras e prestadores de serviço de saúde, a ANS, Agência Nacional de Saúde Suplementar, instituiu a TUSS (Terminologia Unificada da Saúde Suplementar). Esta nova terminologia faz parte das ações criadas para o funcionamento do padrão TISS, que está unificando a linguagem, a plataforma eletrônica e as informações sobre os pacientes dos planos de saúde. Apesar dessa mudança estar sendo adotada de forma gradual, todas as operadoras de planos privados e de assistência à saúde e prestadores de serviços de saúde devem correr contra o tempo – até o último dia do mês de setembro – , que é o prazo final dado pela ANS para que todos tenham adaptado suas guias TISS.
Esta determinação representa uma alteração bastante significativa para o setor, em especial para instituições como Hospitais e Santas Casas, pois além delas possuírem uma tabela para cada convênio, terão que atualizar seus softwares de gestão. Por isso, é preciso que todas as instituições de saúde encontrem uma solução flexível e que atenda as exigências dentro do prazo estipulado pela ANS.
A Wareline, empresa de software hospitalar, possui um sistema extremamente eficiente e completo, que atende a todas as especificações e garante que a implementação da TUSS não seja um problema para seus clientes. Com ela, a tabela TUSS será implantada de forma rápida e em tempo hábil, para que o cliente esteja em conformidade com a ANS, além de ser também uma maneira muito mais simples para as operadoras de saúde padronizarem suas informações.
Mas, mais importante do que apenas implantar o sistema, a Wareline oferece suporte e manutenção total, garantindo um serviço de qualidade e ágil, que faz com que o cliente esteja sempre em dia com as determinações da Agência de Saúde.

Sobre a TUSS

Dia 30 de junho foi o prazo final para que todas as operadoras de planos privados de assistência à saúde adotarem a Terminologia Unificada de Saúde Suplementar, a TUSS, para a codificação de procedimentos médicos, e apresentá-la à sua rede credenciada. A medida, instituída pela ANS com o objetivo de facilitar a troca de informações entre operadoras e prestadoras de serviço de saúde, é parte do processo da TISS. Uma mudança como essa é gradual e foi estipulado um novo prazo de 90 dias (a contar a partir de 30 de junho) para todas as operadoras adaptarem suas guias TISS, codificando-as de acordo com a TUSS. Após este prazo, a operadora poderá se recusar a receber as guias TISS sem o código da TUSS.

Site da Wireline: http://www.wareline.com.br
Autora do texto: Carla Akl (Jornalista – Percepção Comunicação Integrada).

Fica a dica sobre este ótimo Sistema de Gerenciamento Hospitalar, no qual os gestores da saúde devem estar atualizados sobre as novas normas e sobre os melhores produtos no mercado, tanto para se adequar como para facilitar a dinâmica hospitalar. Com isso, o principal beneficiado pela tecnologia, são os pacientes/clientes e também o próprio hospital, pois o custo/benefício é excelente.

Anúncios

Influenza A(H1N1), o assunto mais falado em todo o mundo nos últimos meses! Esta gripe que deixa o coitado do porco como vilão, mas como podemos ver na imagem acima, nada mais é do que mais uma vítima dos vírus e bactérias circulantes no mundo.

Câncer, AIDS, patologias cardiovasculares, pulmonares, além de outras mazelas da sociedade como miséria e sistema de saúde mau gerenciado, agora estamos convivendo com mais um problema para todos nós, esta pandemia Influenza A(H1N1).

Vou neste texto, enfocar esta pandemia sendo mais abrangente, já que estamos “fartos” de orientações e notícias de casos suspeitos e mortes deste vírus.

Montando um cronograma das doenças e vacinas dos últimos séculos, rapidamente em nossas mentes, podemos observar que hoje estamos sendo vítimas de várias mazelas, devido a nós mesmos! (E ainda colocam a culpa no coitado do porquinho).

Abaixo, irei colocar algumas das principais doenças e porque somos culpados direta e/ou indiretamente.

Cânceres e Tumores – Estes são verdadeiros destruidores do organismo humano. Com sua origem em somente um lugar, podem ter ramificações por todo corpo humano em estágios avançados. Isto acontece devido à alterações genéticas nas células. Causas destas alterações: alimentos industrializados, alimentos com agrotóxicos, radioatividade. Devido à produção em massa, e as pragas atacando, os agricultores são obrigados a colocar agrotóxicos para matá-las, porém, é um agente causador de câncer. Alimentos industrializados também são responsáveis devido ao alto indice de insumos que são colocados, afetando nosso organismo. E por último, pela radioatividade, principalmente as bombas atômicas, que sabe-se ainda aquelas da Segunda Guerra Mundial estão ploriferando para o mundo inteiro o poder das ogivas nucleares.

Patologias pulmonares – Os grande vilões principais são: tabaco e poluição. O tabaco também pode entrar na categoria anterior dos cânceres pois também é um agente causador, portanto seu uso é altamente causador de prejuízos tanto para o fumante como para quem aspira a fumaça (fumante passivo). A poluição aumenta a cada dia, devido ao crescente número de veículos automotores. E também, as indústrias com a verocidade de produzir a mais e poluindo muito.

Patologias cardiovasculares – Hipertensão Arterial Sistêmica, Infarto e Acidente Vascular Encefálico, em quase todas as famílias existe pelo menos uma pessoa que possua uma destas doenças. Principais causas: estresse e alimentação gordurosa. A correria do dia-a-dia, aliado ou não à uma alimentação que não seja uma dieta correta, com certeza irá desencadear algumas destas doenças.

Patologias decorrentes de vírus e bactérias – Esta é uma categoria que eu gostaria de ressaltar, pois envolve várias doenças das mais simples às mais graves. Pessoas da melhor idade, podem dizer que há décadas atrás, a penicilina era o melhor remédio. Combatia eficazmente as doenças, principalmente a Pneumonia, como era muito temida. Com certeza a produção da penicilina foi um avanço para a medicina, porém ao meu ver, foi mau aplicada. Qualquer que fosse a doença, um pouco mais complicado era admnistrada a tal penicilina. E também outros medicamentos potentes. O que acontece hoje? Os vírus e bactérias estão cada dia mais resistentes à estes medicamentos, que muitas vezes uma simples penicilina faz pouco ou nenhum efeito ao paciente. Deve-se observar, que os vírus e bactérias também são seres vivos, e com isso, sofrem evolução e adaptação ao ambiente onde vivem.

Agora irei abordar sobre as doenças “ditas” causadas pelos animais:

AIDS – Esta é uma doença que causa polêmica até hoje, mais de 20 anos após o seu “boom” mundial. Alguns dizem que se originou devido a um erro em uma experiência científica. Outros relatam que foi uma guerra biológica, com a criação desta doença. E há vários pesquisadores que afirmam que foi originada do macaco. Mesmo sendo uma doença que foi transmitida do macaco ao ser humano, tem que se verificar, que o ser humano está acabando com a vida selvagem, assim como nós, os animais irracionais, tem suas próprias doenças o que infelizmente com a invasão do ser humano ao seu habitat, acontecem estes desastres. Particularmente, não estou convicto que ela foi originada do macaco.

Dengue, Malária e Febre Amarela – São todas doenças transmitidas pelos mosquitos, mas eles são somente hospedeiros, já que as doenças se manifestam em outros animais. Assim como a possível origem do HIV pelos macacos, estas três doenças são causadas simplesmente pelo avanço do ser humano ao meio selvagem. A devastação da Mata-Atlântica, Floresta Amazônica e as demais florestas e matas mundiais, na verdade são os principais causadores destas doenças.

“Gripe Suína” (Influenza H1N1) – Coitado do porquinho, assim como a gripe aviária, o porquinho é o mais inocente de toda esta epidemia. A globalização e a invasão do ser humano por todos os meios, fez com que o porco adquirisse a gripe humana, e também por algum acontecimento infeliz da natureza, adquiriu também a gripe aviária, juntamente com a própria gripe dele. Resultado: desenvolveu esta super doença que ele “coitado”, é simplesmente o hospedeiro.

Como podemos observar, os animais são inocentes, bem como o surgimento de outras, onde direta e/ou indiretamente o ser humano é culpado pelas próprias doenças.

Reflita!

Um grande abraço à todos!

Post publicado no Blog Saúde e Economia, de minha autoria (22/11/08)

Em meus estágios durante a faculdade, percebi que a informatização na saúde ainda está muito aquém do ideal. E a culpa não é somente do sistema, mas sim de todos. Os profissionais são muito resistentes quanto à mudança no sistema de “papéis” (total burocracia) para o sistema digital (dinamismo).

É visto em grandes hospitais particulares esta inovação tecnológica, onde possuem até departamento de TI. Porém nos hospitais públicos infelizmente não se vê a utilização dos meios da era digital.

Principais características do sistema de informatização de hospitais públicos:

– Não existem computadores na maioria das unidades, somente em áreas necessárias como Internação e UTI.

– Existem computadores em todas ou quase todas unidades, interligados em rede mas, sem função específica. Leia-se: comunicação entre unidades, programa de gerenciamento hospitalar.

– Dificuldade dos profissionais em assimilar a inovação tecnológica (e em alguns casos resistência, pois muitos são conservadores).

Enfim, são motivos que causam indignação pois a informatização tem muito mais em acrescentar do que prejudicar. Citarei exemplos de um hospital modelo em infomatização:

– Comunicação entre unidades hospitalares, auxiliando o telefone;

– Gerenciamento Hospitalar Total: Um mesmo programa para todas unidades, facilitando em acessar as informações do paciente. Ex.: Paciente Fulano de Tal é internado no Hospital e imediatamente é transferido para a Unidade III, enquanto isso a Unidade III recebe os dados do paciente e já coloca no cadastro o quarto no qual o paciente será internado.

– Utilização do código de barras: já existem pulseiras que o paciente usa um código de internação durante todos os dias que está internado e nas internações recorrentes.

Enfim, existem várias opções de informatização hospitalar, gerando poucas gastos, no qual simplesmente é a falta de vontade impera nos administradores da saúde pública.

Aguardo comentários e outras sugestões.

Graças aos Moderadores do Fórum do WordPress.com, consegui recuperar o post mais lido de meu Blog, segue o texto (18/08/2007):

Durante esta semana em uma aula, houve uma discussão e a apresentação de como é a Saúde no Mundo. Ficamos admirados como ela é vista e executada em vários países. Vimos que o Brasil está muito a quem de ter um Sistema considerado Bom! Mas também existem vários países onde não há nenhum comprometindo ou estão mais desorganizados (é existem!) que o Brasil. Como foi dito pela Professora, infelizmente nós da área da saúde, vivemos da doença. As pessoas ficando doente, é dinheiro para nós! É trágico isso mas, é a realidade na qual estamos inseridos. Já em outros países os profissionais ganham pela prevenção e até bonificações por manterem pacientes com ótimo estado de saúde.

Há vários que defendem ferrenhamente o Sistema Único de Saúde, como o melhor plano do mundo! Bom, se for visto pelo lado teórico (o dito papel) ele é praticamente perfeito. Mas como em toda e qualquer organização, tudo que está no “papel” é ótimo mas a prática não é bem assim. Mas o que vemos hoje no Brasil é que os Planos de Saúde estão cada vez aumentando de número e também no valor pago para cuidar da Saúde; o SUS desorganizado hierárquicamente; o enorme pedaço da pizza do PIB para saúde sendo desviado, enfim, o que fica explícito é que a Saúde no Brasil não é a ideal, por motivos meramente políticos e financeiros.

Não estou aqui dizendo que governo A, B ou C é péssimo, mas pode ser dito que todos entram em concordância com este sistema “sujo”.

Está havendo uma mudança neste paradigma, principalmente com a criação da ESF (ou USF, PSF), e outros projetos, que ficamos na expectativa que mude logo a Saúde no Brasil.

Abraços, espero comentários e sugestões!

Visite o Fórum da Enfermagem Brasileira: http://www.enfermagembrasil.rg3.net

 

FAVOR LER ESTE NOVO POST! ->

Clique Aqui -> E as 30h? Enfermagem Enferma!

Quem sou?

Norberto de Sousa Cimirro, Enfermeiro - Santa Casa de Bagé e ESF Equipe 01 da Prefeitura Municipal de Hulha Negra

[Bagé|RS|Brasil]



Currículo Lattes



Atualizações Twitter

Blog Stats

  • 98,087 hits
Pessoas Online: